LEIA MAIS
Como destruir a CLT

O brasileiro, especialmente de nível superior, vive colocando suas frustrações sobre a CLT, ao menos em discussões do Facebook. O modelo retrógrado trabalhista seria o responsável pelas mazelas empresariais, estancaria […]

Como se dar bem em 2016

Esse título certamente é recorrente. Todos os grandes noticiários do país, se já não o publicaram, deverão fazê-lo nos próximos dias. O mais engraçado é o fato desse material estar […]

Como trabalhar para um completo imbecil

A maioria de nós se julga muito mais inteligente do que realmente é, mas o fato é que às vezes estamos cobertos de razão. Alguns chefes, autoridades, clientes e até […]

TraineeMobile – segmentação como saída no mercado de apps de emprego

Sistemas, plataformas e apps de empregos e vagas… sejamos francos, surgem ao menos dois ou três novos todos os dias. As variações são poucas ou praticamente nenhuma, e novos modelos de monetização e escalabilidade são constantemente repetidos. A TraineeMobile tentou fugir um pouco da mesmice por meio a segmentação, atacando um segmento que, com a nova onda de empreendedorismo, chegou até mesmo a sumir um pouco das manchetes de jornais, revistas e portais: o ramo de programas de trainee.

Guilherme Guimarães Guedes, um dos fundadores, reconhece que há inúmeras plataformas de empregos e vagas no mercado, algumas com proposta similar à do TraineeMobile, mas afirma que esse filão ainda não foi explorado por nenhuma delas – o público-alvo, segundo estimativas da startup, inclui cerca de 900 mil formandos que anualmente deixam as universidades brasileiras. A expectativa é ainda maior, já que por ano mais 2 milhões de matrículas são efetuadas.

“E o mapa de funcionalidades previsto para as próximas versões ultrapassam a barreira de ser apenas um divulgador/centralizador de vagas”, comenta Guedes, ciente que a necessidade de diferenciação será essencial no disputado mercado de apps de empregos.

Número de usuários previsto

Dos 900 mil formandos anuais, a TraineeMobile calculou que pelo menos 100-120 mil alunos participam dos mais diversos programas de trainee. O objetivo, de acordo com Guedes, é reter um terço desse público no aplicativo, ao longo do primeiro ano, ou por volta de 35-40 mil usuários.

“Porém não nos limitaremos apenas aos graduandos em final de curso ou graduados. Nossa intenção é ser um preparador/capacitador de universitários para esses programas mesmo antes de estarem em tempo de candidatarem-se, assim atingiremos um público de aproximadamente um milhão de pessoas do pais”, explica o fundador.

O aplicativo foi lançado recentemente, mas segundo Guilherme, já conta com usuários em todos os estados brasileiros, moradores de quase 200 cidades diferentes do país.

E a receita?

Esse costuma ser, honestamente, o grande problema dos aplicativos de empregos e vagas – “bambeando” entre modelos de cobrança de serviços para o usuário e para o anunciante, que em geral têm a ver com a possibilidade de postar vagas ou de acessá-las, esses aplicativos dividem mercado e, por conseguinte, o dinheiro de usuários e anunciantes.

Para o TraineeMobile, a monetização começa desde o dia 1, a partir de anúncios e publicidade não invasiva. Mas Guilherme explica que no segundo estágio haverá uma modalidade “freemium”, que ao invés de estar restrita ao número de vagas ou informações que os usuários poderão acessar, trará jogos e simulados interativos, além de serviços de análise curricular e perfil comportamental. No âmbito empresarial, “todos os dados acima armazenados poderão ser compilados em nossa base de dados e disponibilizados paras as empresas de recrutamento e seleção para que possam ser assertivos em sua seleção, identificando os candidatos com os perfis das vagas disponibilizadas, tudo num ambiente pago”, ou seja, Guilherme e seus sócios vislumbram uma aplicação capaz de fornecer dados para setores de RH de empresas que mantêm esses programas de trainees.



2 Comentários

  1. Augusto Bevolleri says:

    Baixei o app e estou usando muito.
    É a ferramenta que disponibiliza o maior número de vagas de trainee.
    Sugiro que implementem algum tipo de interação entre os usuários.