Qualifica.me – hoje credenciais, amanhã quem sabe um emprego

[hr]

A onda das startups certamente já ecoou por todos os cantos do Brasil, não apenas como respostas e cópias regionais a modelos do Sudeste e Sul, ou mesmo do exterior, mas gerando plataformas criativas e de aplicação globalizada, com verdadeiro potencial de expansão. O autor do conceito do Qualifica.me, Gustavo Bomfim, espertamente lançou de modo oficial o novo sistema durante o evento da Campus Party, em São Paulo, mas todo o desenvolvimento e maturação do projeto ocorreu na mediana cidade baiana de Jequié.

Bomfim diz que a cidade possui grande potencial para o desenvolvimento de startups e novas tecnologias, mas o governo estadual há algum tempo voltou atrás no projeto para formação de um pólo na região. A cidade conta com três faculdades de tecnologia e, segundo Bomfim, profissionais ávidos por criar.

[hr]

Pontos que levam a uma vaga

O Qualifica.me responde a uma série de problemáticas envolvendo tanto colocação profissional quanto dilemas de RH de empresas. O sistema pretende permitir que empresas submetam desafios, para os quais participantes serão avaliados e posteriormente receberão credenciais, atestando seu domínio no campo de atividade requisitado. “Quem entrega a melhor solução será melhor qualificado, o que não quer dizer que outros bons participantes também não recebam credenciais”, explica ele.

Em resumo, o site transforma a formação em um jogo, onde profissionais buscam credenciais e pontuação, para preencher vagas e necessidades de empresas carentes de mão-de-obra qualificada. Novas habilidade, como programação em linguagens e frameworks específicos, como Python, Ruby on Rails e outras, são difíceis de se avaliar, e o site visa exatamente preencher essa lacuna.

[hr]

Equipe limitada, trabalho dobrado

Bomfim comenta que atualmente a empresa conta com ele e mais um sócio, além de três programadores, residentes em Jequié. “Eles ficam com a parte de desenvolvimento, eu mais em marketing e meu sócio mais na parte financeira”. Por falar em finanças, o empresário baiano afirma que, embora num primeiro momento o objetivo seja conseguir registrar o maior número possível de pessoas no banco de dados do site, a receita será posteriormente gerada através da cobrança de porcentagem fixa sobre os valores dos prêmios oferecidos por empresas autoras dos desafios.

A despeito da equipe apertada, Bomfim conseguiu fazer o lançamento prévio do site para cadastro na Campus Party e tenta colocar o sistema em plena operação ainda este mês. Uma boa oportunidade para conseguir extrair valor daquilo que você domina, mesmo sem ter um certificado pendurado na parede.

[hr]

Uma ideia do que está por vir

Embora não compreenda exatamente  o mesmo modelo, a Gild dá uma ideia do que está por vir com o Qualifica.me. A Gild propõe desafios referentes a diversas áreas de conhecimento relacionados à internet, aplicativos e programação, concedendo “medalhas” aos usuários de acordo com seu desempenho ao resolver problemas e responder a perguntas. A empresa já angariou alguns milhões em rodadas de aporte de empresas de venture capital e atualmente conta com escritórios em San Francisco, EUA, em Bangalore, na Índia, e em Pequim, na China.

[hr] [hr]


Comentários fechados.