LEIA MAIS
Considerações sobre pricing para startups

Ainda assombra o modo com que muitas startups, empresas de e-commerce e também outros empreendimentos digitais simplesmente chutam preços para seus produtos. Antes de ir adiante, vale dizer que para […]

4 maneiras de usar a metodologia de startups em seu negócio

Startups, da forma como vemos em muitas matérias e reportagens de “tendência” na imprensa, parecem ser uma categoria de negócio que apenas se refere a empreendedores digitais, em geral entre […]

Startups e o número 3

Não é algo de novo – em toda a história da humanidade, as tríades ou conjuntos de três exerceram sobre a sociedade um papel inegável em termos de doutrina e […]

Precifica – a ciência do “quanto cobrar”

Não é nenhum segredo e serviços como o Sebrae atuam remediando e amparando pequenas e médias empresas há muito tempo em um quesito particularmente frágil entre o empresariado brasileiro – o pricing. Formação de preços é um assunto delicado… muitas vezes, quando estamos aparentemente cobrando caro por um produto, registramos prejuízos ou perdemos oportunidades, uma vez que deveríamos ou poderíamos cobrar ainda mais caro. Outras vezes, produtos aparentemente baratos se revelam caros ou mal posicionados junto ao consumidor. Para trazer algumas soluções, a Precifica criou um sistema inovador, que auxilia lojas de e-commerce de qualquer tamanho a conseguir resultados melhores com a definição de seus patamares de preço.

“A Precifica atua na otimização do preço de venda, focando o aumento da rentabilidade ou aumento do volume de vendas do e-commerce. Ou seja, ajudamos o varejista a identificar e definir automaticamente um preço mais alto quando seus concorrentes possuem indisponibilidade de estoque ou, reduzir seu preço de venda de acordo com o grau de competitividade e limite de margem”, explica o CEO Ricardo Ramos.

Em sua carteira de clientes, a Precifica já conta com lojas de porte no segmento online, como as LojasMM e a Lenovo, mas também com diversas empresas de menor porte.

Velocidade

Segundo explica Ramos, a velocidade de reação do pricing em lojas online tem de ser, por vezes, ainda maior do que no varejo tradicional. Ele considera que mudanças apenas com base nos custos, margens e mark-ups não são suficientes no segmento. “Existem produtos que variam o preço até 6 vezes por dia no mesmo e-commerce. Produtos que oscilam entre disponível e sem estoque até 3 vezes ao dia, no mesmo e-commerce”, diz.

A questão, como em outras áreas do e-commerce, é a velocidade. É preciso monitorar preços da concorrência e também a reação e postura do consumidor, e a Precifica se propõe a realizar tal trabalho.

E em relação à velocidade, Ricardo ainda explica como a Precifica se preparou para acelerar sua escalabilidade. A startup atua próxima a associações e organizações que possuem relevância no segmento de e-commerce, além de contar com uma equipe própria de “evangelizadores”.

Ramos ainda explica que a ferramenta foi concebida para integrar-se a sistemas existentes de ERP e CRM de lojas online. “Através de parcerias foi possível ter a plataforma integrada às mais importantes plataformas de gestão financeira (ERP) e de e-commerce. Assim, oferecemos uma solução totalmente integrada aos sistemas do varejista sem a necessidade de custo e prazo de integração”.



Comentários fechados.