LEIA MAIS
Tranque sua pós-graduação e vá fazer dinheiro

Se você está com mais de 25 anos, as chances de que esteja fazendo uma pós-graduação ou MBA, ou pensando em uma delas, é de quase 90%. Mais uma das […]

4 modos infalíveis de arrancar dinheiro de uma startup

Segundo muitos acreditam, startups são uma maneira arriscada de se ganhar muito dinheiro. Tudo ótimo, a não pela palavra “arriscada”. Muitos empreendedores não estão dispostos a correr esses riscos. Para […]

Guia rápido para o empreendedor que virou palestrante

Quando eu estava prestes a fazer 18 anos, já cursando engenharia elétrica e com um certo “quê” de aborrecimento, houve um dia em que esqueci meu material de desenho geométrico […]

Por que nunca comprar infoprodutos?

A moda agora são os tais infoprodutos – em sua imensa maioria, PDFs mal diagramados com textos ainda mais mal escritos. Sou radical? Não, na verdade ganho a vida escrevendo há tempo suficiente para reconhecer fraudes – e é exatamente isso que a maioria desses produtos traz.

A visão “negativista” deste blog, como alguns gostam de sustentar, nada mais é do que a mera constatação de alguém que não engole qualquer formulinha babaquara de sucesso, ou teses e métodos fenomenais que, na verdade, foram escritos por redatores do Freelancer.com ao preço de 2 reais a lauda. O mais engraçado é que 99% dos infoprodutos são publicados e vendidos não por especialistas ou grandes renomes, mas sim por consumidores de outros infoprodutos com fórmulas de sucesso. Um ciclo que não tem fim, assim como os esquemas pirâmide, e pode envolver pessoas incautas e bem intencionadas como você.

Há milhares de motivos para jamais consumir infoprodutos dessa natureza. Há outros produtos digitais que, sem dúvida, possuem algum préstimo: elementos e recursos de design, templates e temas para facilitar a vida na hora de montar um site e até mesmo alguns cursos em vídeo bastante interessantes. Quanto aos PDFs gerados em Word, com Arial 12, vamos a 5 excelentes motivos para que você jamais compre um deles.

Conteúdo zero

É isso que você irá encontrar, basicamente, na maioria desses livros digitais e materiais. Recheados de técnicas de escrever sem dizer absolutamente nada, esses textos muitas vezes possuem cópias descaradas de textos inteiros do Wikipedia e outras fontes, com palavrinhas trocadas aqui e ali para “passar” em um Copyscape, ou até mesmo traduções literais e sem sentido, com material chupado de blogs estrangeiros ou de infoprodutos norte-americanos. Se você duvida, informo que já traduzi mais de dez para “autores” diversos, embora o tenha feito do modo tradicional, ou seja, de fato traduzindo o conteúdo.

Com conteúdo motivacional rasteiro e repetitivo e estruturas de tópicos que não levam a lugar nenhum, esses infoprodutos rapidamente se perderão em seu HD, sem qualquer usufruto.

1-1212030Z2140-L

“Isca digital”

A palavra isca não precisa de explicação. Muitos infoprodutos acabam sendo, na verdade, iscas digitais para que você venha, posteriormente, a adquirir cursos em vídeo ou mesmo presenciais dos supostos autores que estão vendendo esses livros milagrosos “baratinho”. O mais ultrajante é que, algumas vezes, o próprio curso dado pelo cara também não traz grandes novidades a respeito do livro que você já morreu a grana – ou seja, você será duplamente enrolado, e pagará em todas as duas vezes em que for passado para trás.

Você já procurou no Google?

Parem com isso – não estamos em 1970. Se precisa aprender algo e precisa ler a respeito do assunto, ao invés de comprar um livro digital supostamente escrito por um ilustre desconhecido que é especialista em algo que você sequer sabia que existia, procure primeiro no Google. As possibilidades, aliás, de que o autor do infoproduto tenha buscado o material de seus livros e cursos exatamente no Google é de, mais ou menos, 107,6%. Eu sei que o número contraria os preceitos básicos da estatística, mas o material dos infoprodutos também contraria qualquer lógica existente.

Que tal aprender inglês?

Pode parecer completamente fora do assunto, mas aprender inglês ao invés de adquirir todo o tipo de infoproduto para desenvolver conhecimento é um investimento absurdamente melhor. Bem, como grande parte dos infoprodutos e cursos existentes hoje no Brasil são baseados em materiais estrangeiros, muitos deles gratuitos, aprendendo inglês você estará pronto para beber da fonte dos gurus nacionais – só que sem traduções mal realizadas ou perda da qualidade da informação. Considere a possibilidade de tirar sua bunda do lugar e, dessa vez, levar um curso de inglês realmente a sério.

0020.community hand image

Use a comunidade

A comunidade de startups e do empreendedorismo digital, somada ao advento da internet 2.0 e das redes sociais, possibilita hoje que você consiga trocar ideias e experiências com grandes empresários do segmento, inclusive sem sair de casa ou mesmo diretamente de seu celular. Use e abuse dessa fonte de contatos e experiências, ao invés de ouvir ladainhas com textos em tom propagandístico de gente que, antes de comprar infoprodutos de terceiros, mal sabia usar o Skype ou enviar um email marketing.

Pare de achar que a solução e a resposta de todas as suas dúvidas e problemas pode ser baixada em um PDF mal formatado. E perceba, não estou dizendo para você EVITAR a compra desses infoprodutos, e sim para NUNCA mais comprá-los.



Comentários fechados.