ContaAzul – brasileira terá novidades após estágio no Vale do Silício

[hr]

O software de gestão online brasileiro ContaAzul, desenvolvido por empresários de Joinville-SC, ganhou notoriedade após ser uma das duas brasileiras selecionadas pelo renomado programa de aceleração americano 500startups. Com cara de moderno e agora com mais carimbos no passaporte, o software possui qualidades que o diferenciam de outras soluções de mercado e agora o empreendedor Vinícius Roveda Gonçalves, um dos fundadores, promete voltar ao Brasil para revolucionar o mercado de softwares de gestão.

[hr]

Trajetória e simplicidade

“Tudo começou com a nossa presença constante nos eventos da Brazil Innovators em SP. Conhecemos muitas pessoas com quem aprendemos muito.  Entre essas pessoas conhecemos a Bedy Yang que nos ajudou muito nesse processo. Também participamos de duas Startups Weekend, um em SP e outro em Campinas, nesses eventos chegamos mais próximo da magia que existe aqui no Vale”, explica Gonçalves, falando a respeito do processo que o levou a participar do programa americano.

Em termos de custo, o ContaAzul realmente surpreende, quando comparado a alguns concorrentes. Mas Gonçalves diz que as reais vantagens do software estão na facilidade de emissão de notas fiscais eletrônicas, além funções para controle de fluxo de caixa e cobranças bastante simples e amigáveis. “Nosso sonho é eliminar toda a burocracia existente nesses processos para que os empreendedores utilizem seu tempo pensando em como fazer suas empresas crescerem”, comenta o empresário.

O programa funciona mediante o pagamento de uma mensalidade apenas, sem necessidade de treinamento ou instalação. Todo o suporte é feito online em real-time e também via telefone. “Além do baixo custo, outro ponto importante é a mobilidade. O ContaAzul é acessado pela internet e também permite ao empreendedor moderno acompanhar o resultado e planejar sua empresa de qualquer lugar através do seu telefone ou tablet“, conclui Gonçalves.

[hr]

Foco em MPE e novidades a caminho

O fundador diz que o público-alvo do sistema são pequenas e micro empresas brasileiras. Quanto aos segmentos atendidos, Gonçalves afirma que há clientes das mais diversas áreas: “entre vários os segmentos que atendemos, temos como clientes muitas agências (marketing, propaganda, digital, etc), empresas de consultoria, distribuidores, redes de franquias, pequenas indústrias, e-commerce”.

A respeito de novas funcionalidades, o empresário promete que após o retorno dos Estados Unidos, “muita coisa está por vir”. Além disso, ele comenta que o ContaAzul deverá receber, já nas próximas semanas, módulos de integração com sistemas de e-commerce, bancos e instituições de validação de crédito.

Quanto a uma possível internacionalização do sistema, Gonçalves explica que embora possível, o grupo deve por enquanto se concentrar em atender e ganhar espaço no mercado brasileiro.

[hr]

[hr]

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.


[hr]