apple-browser-computer-3080-825x550
LEIA MAIS
Por que paramos de falar em startups?

Quem lia nosso blog deve ter reparado (ou não lia): não escrevemos nada faz pelo menos 6 meses. Claro, mantivemos algumas postagens em redes sociais, mas o fato é que […]

Pronto! Já pode desligar o módulo empreendedor!

Estranho um título como esse em um blog sobre empreendedorismo, startups e afins, não é mesmo? A verdade é que faz todo o sentido. Não irei perder meu tempo realizando […]

Por que o disruptivo sobreviverá à crise?

Já nos acostumamos ao termo na área de startups e empreendedorismo: disruptivo. Grosso modo, a chamada inovação disruptiva, que vem sendo comemorada há alguns anos, é o ato de romper […]

7 razões para ingressar em uma startup assim que se formar

Muitos jovens, antes mesmo de se formar, pensam em montar o próprio negócio, tentam desenvolver novos produtos e conceitos e arquitetam planos para empreender. Contudo, nem todo mundo possui essa mesma sede empreendedora – muitos preferem as possibilidades oferecidas por uma carreira e oportunidades de emprego. Mas, é sempre bom lembrar: startups também empregam… então, por que não ingressar em uma delas?

A Startupeando, caso você esteja carente de argumentos ou de bons motivos para tentar a sorte nesse mercado, separou dez razões para que você inicie sua experiência profissional em uma empresa que pode estourar, mas também pode não dar certo no final das contas.

SONY DSC

Aprendizado acelerado

Grandes empresas contam com processos de treinamento, oportunidades de estágio e programas de trainee monitorados, planos de carreira e até mesmo aulas e cursos internos e externos para desenvolver os profissionais recém-formados que todos os anos enchem seus quadros. Tudo muito bom, mas talvez você seja do tipo impaciente, que tem pressa de aprender as coisas, ainda que isso custe alguns cabelos brancos e muito estresse.

Bem, nesse caso, uma startups talvez seja uma boa opção: com fundadores trabalhando a mil e poucos colaboradores no time, geralmente você receberá suas metas e incumbências e um copinho de café. O resto? É por sua conta, meu chapa. Corra, desenvolva, produza, venda, respire, passe noites em claro até que tudo esteja de acordo com o planejado, ou morra na praia tentando, porém com uma bagagem enorme conseguida na base da pressão.

Identificação

A grande maioria dos colaboradores e mesmo sócios de startups, quando formados, não deixaram as faculdades há tanto tempo assim. Uma startup é um ambiente no qual você, na maioria das vezes, trabalhará com pessoas de uma faixa etária muito próxima à sua, com valores, necessidades e ambições semelhantes, além de um ritmo muito parecido.

car-fast-speed-1356-825x550

Resultados rápidos

De duas uma: ou tudo vai por água abaixo ou os resultados serão imensos. Em ambos os casos, tudo acontecerá muito rápido. Os resultados de suas ações e de sua produção dentro da empresa provavelmente aparecerão em questão de dias, ou mesmo de horas. Tudo aquilo que você produz em uma startup é visível e mensurável, e caso você seja uma pessoa dotada de boa autocrítica, poderá você mesmo avaliar seu desempenho e resultados de forma dinâmica, ajustando as coisas sempre que for necessário.

Meritocracia, finalmente

A maioria das startups não tem muito tempo hábil para criar mecanismos semelhantes aos tradicionalmente utilizados como medida de competência ou justificativa para melhorias salariais e promoções. “Tempo de serviço” é um dado inexistente, assim como, passada a contratação, seus cursos e habilitações passam a ter uma importância quase nula. Sem departamentos de recursos humanos e com ampla necessidade de retenção de talentos, startups são verdadeiros reinos onde prevalece o mérito – embora haja, como sempre, lamentáveis exceções.

Regime flexível

Não é uma regra, mas muitas startups, até por exigirem esforço e dedicação de seus colaboradores em horários esdrúxulos, durante a noite, em finais de semana e feriados, possuem horários flexíveis, bem como a possibilidade de trabalho remoto, em trânsito ou em horários especiais. Se você não suporta a rotina em horário comercial, trânsito caótico, trens e ônibus lotados e inundações de pessoas nas ruas, talvez o regime de muitas startups seja uma razão excelente para dar mais atenção a esse setor.

Participação

Muitos acordos e contratos fechados entre colaboradores e startups em seed stage, ou mesmo em estágios posteriores, abrem ao funcionário a possibilidade de reter participações na empresa. Se você acredita na ideia e curtiu a ideia de trabalhar em uma determinada startup de tecnologia, esse fator pode ser mais um forte argumento para tirar você de cima do muro.

feet-foot-legs-508-825x550

Moda

Sejamos francos – startups estão na moda. Trabalhar em uma delas pode, atualmente, inclusive melhorar seu currículo e expor uma personalidade que será apreciada por muitas empresas. Ainda que muitos grandes empregadores resistam à contratação de empreendedores ou sócios de startups, a mesma rejeição não necessariamente ocorre com pessoas que apenas trabalharam para startups de tecnologia.

Comentários fechados.