LEIA MAIS
Por que paramos de falar em startups?

Quem lia nosso blog deve ter reparado (ou não lia): não escrevemos nada faz pelo menos 6 meses. Claro, mantivemos algumas postagens em redes sociais, mas o fato é que […]

Odeie a Bel Pesce – agora é ‘hype’

Até uma semana e pouco atrás, todos os exultantes e fascinados “empreendedores” por profissão no mercado online e nas redes sociais adoravam e idolatravam a Menina do Vale. Não importa […]

Devo criar minha empresa no Brasil ou no exterior?

Muitos empreendedores jovens, alguns ainda vivendo com os pais, têm feito repetidamente a si mesmos e a colegas, amigos e conselheiros essa mesma pergunta: “devo abrir minha empresa aqui ou […]

7 motivos pelos quais suas ideias não saem do papel

Muito se fala hoje em “execução” no segmento de empreendedorismo e startups, mas misteriosamente diversas ideias e planos acabam jamais saindo do papel, ou pelo menos não inteiramente. Por que isso ocorre? Bem, não existe uma única razão para a falta de execução no mercado, mas separamos aqui alguns excelentes motivos pelos quais aquela maravilhosa ideia empaca e nunca dá um passo sequer adiante.

33HOUSECARDSMAIN0303A

Ambição e megalomania

Você está sentado na frente da TV ou lendo o novo livro de “Star Wars”, que acabou de ser lançado em português, tranquilo e contente em seu banheiro. De repente, você tem uma ideia. Ela não apenas é uma boa ideia, mas vai mudar o mundo e as coisas, para os mais de 7 bilhões de habitantes do planeta, jamais serão as mesmas. Calma, nem mesmo as pessoas que descobriram a navegação, a eletricidade e o automóvel se empolgaram tanto antes mesmo de colocar o negócio em prática.

Sua megalomania distorcerá toda e qualquer solução razoável e prática para colocar sua ideia em execução e tornará você um dos muitos detentores de ideias milionárias que continuam sem dinheiro para o almoço. Primeiro realize algo e teste sua ideia, depois queira conquistar o universo… e enquanto isso, leia os demais títulos de “Star Wars”, eles são ótimos.

O segredo

Você é tão absurdamente cuidadoso e temeroso em relação à possibilidade de qualquer pessoa no mundo, até seu primo de 3 anos, roube sua ideia, que acaba jamais compartilhando ela. Existem maneiras de você apresentar sua ideia em partes ou em tópicos que não abram toda sua complexidade, buscando parceiros, sócios, investimento e até futuros clientes. Se sua ideia é um segredo guardado a sete chaves, mas tão bem guardado que ninguém nunca poderá sequer pensar em roubar, o mais provável é que esse segredo morra com você.

Mundo da fantasia

Você já deve ter ouvido falar em ‘inviabilidade comercial’. Pois é, determinadas ideias são maravilhosas, mas o investimento de tempo e dinheiro para sua concretização as torna completamente inviáveis do ponto de vista econômico. Até invenções muito antigas, como os painéis solares, ainda são inviáveis comercialmente na maioria dos casos.

A ideia é sensacional, mas seu custo de desenvolvimento e implantação a torna proibitiva para grande parte da humanidade. E, principalmente você, que busca um modelo escalável, deveria estar pensando em formas de barateá-la ou torná-la viável, antes que seja tarde demais.

Quico faz despedida de turnê com show no RJ

Dono da bola

Esse tipo de empreendedor irrita qualquer um. Tem uma ideia “genial” para um aplicativo – não irá desenvolvê-lo, trabalhar seu design, vendê-lo ou sequer botar um centavo para sua concretização. Contudo, o projeto é sempre dele… e só dele. Se você é um dono da bola nos negócios, está na hora de dar mais uma circulada no mercado e compreender um pouco mais sobre o que é um trabalho em equipe, assim como pensar a respeito do compartilhamento de méritos – sua ideia não dará certo, simplesmente porque você não está preparado para trabalhar em um time.

Legoland Startup

Esse tipo de empresa é bastante comum. Após ter ideias inicias muito boas, empreendedores começam a juntar peças e acoplar novos módulos às suas ideias iniciais, produzindo verdadeiros monstros, que possuem tudo o que é possível e imaginável em um mesmo produto ou serviço, e acabam perdendo completamente aquela pegada inicial de simplicidade, que fazia da ideia algo rápido, descomplicado e genial.

maxresdefault

Sempre ocupado

Você mora com seus pais, não trabalha, mata metade das aulas na faculdade e passa tardes inteiras jogando videogame. Ainda assim, você não tem tempo. Só digo uma única coisa: tempo para ter ideias sem-pé-nem-cabeça você consegue, não é mesmo? Desista – você não vai montar uma startup ou levar sua ideia adiante. Continue enchendo a cara de Twix e Fanta Uva e zere o seu novo jogo de Xbox One – será melhor para todas as partes envolvidas.

Depressão pós-parto

A analogia é válida. Muitos empreendedores passam por um processo de depressão pós-parto logo após parir suas ideias. Todos acham que a ideia procede e pode seguir em frente, acreditam nela e até mesmo se oferecem para ajudar, mas o próprio autor começa a ingressar em um processo no qual se torna o principal crítico de sua ideia, não em um nível saudável, mas beirando a destruição e o niilismo.

Se você é o principal antagonista de suas próprias ideias, esqueça dos cursos de motivação – eles não surtirão efeito. Procure um psicólogo.



Comentários fechados.